Igreja de Monserrate. (Viana do Castelo)

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

O Arcebispo D. Afonso Furtado de Mendonça fundou a paróquia de Nossa Senhora de Monserrate, filial da Colegiada de Santa Maria Maior, em 23 de Janeiro de 1621. 
A igreja paroquial situava-se no lugar, onde hoje é o Largo 9 de Abril, e fora construída de raíz, fora das muralhas, no ano de 1601. 
Nos finais de 1835, o Governador Civil de Viana promoveu a transferência da paróquia para o Convento de São Dominingos, alegando qua a igreja se encontrava já muito deteriorada. Obteve também autorização da Câmara Municipal e do Conselho do Distrito para demolir o templo, ganhando, assim, "um excelente campo fronteiro aos Quartéis Militares, para o exercício da tropa". 
Por portaria de 1836, a 20 de Abril, a sede desta paróquia foi transferida para a igreja do Convento de São Domingos, extinto em 1834. 
No dia 5 de Julho desse ano, mudou-se a pia baptismal para a Igreja de São Domingos e, no dia 10 desse mês, foi levado o resto do recheio, em procissão solene. 
A demolição da igreja de Monserrate, porém, teve lugar 80 anos depois, em 1916, não obstante a forte corrente de opinião pública, que ao tempo se manifestara
.
Demolição da Igreja de Monserrate em 1916

Fontes bibliográficas:
- Arquivo Distrital de Viana do Castelo
Inventário Colectivo dos Arquivos Paroquiais vol. II Norte Arquivos Nacionais/Torre do Tombo

O busto de Raul Dória. (Porto)

domingo, 9 de junho de 2019

Já aqui fizemos há uns anos atrás, uma publicação sobre o demolido "Palacete das Lousas", (clique para aceder à publicação) edifício onde funcionou por muitos anos a conhecida escola comercial Raul Dória.
O local onde esse edifício se erguia, está como sabem, actualmente ocupado pelo prédio do Jornal de Notícias e contemplava um vasto jardim onde existia um busto de bronze do fundador.
Quando anos depois, resolveram  derrubar o magnífico palacete, para construírem o edifício do "JN", nos anos 60 do séc. XX, o busto de bronze seria transferido para o Largo Dr. Tito Fontes, local situado a escassos metros.
Busto de Raul Dória
Infelizmente, alguém deve ter por engano, levado esse busto, que é património de todos, para casa, pois o mesmo desapareceu do seu pedestal e nunca mais retornou.
Por favor devolvam Raul Dória, ao seu merecido pedestal.
Pedestal sem o busto
Nota: 
Esta singela publicação, foi realizada em resposta aos inúmeros pedidos dos nossos leitores.