Hotel Francfort. (Rossio, Lisboa)

sábado, 4 de maio de 2013

Clique nas imagens para as ampliar
Praça D. Pedro IV [post. 1922]
Francfort Hotel, 113 e o Restaurante Irmãos Unidos, 112
Estúdio Mário Novais, in Biblioteca de Arte da F.C.G.
Praça da Figueira, circa 1950. Vemos uma fachada do "Hotel Francfort", perfeitamente identificado, voltada para a Praça
Cliché: Eduardo Portugal, in AML
O Hotel Francfort no Rossio, Lisboa. 
Segundo Norberto de Araújo, nas suas Peregrinações «O Francfort Hotel, n.° 113, e que datava de 1894 ou 1895, pertenceu aos irmãos Artur e João Silva, que possuíam também o Hotel Francfort da Rua de Santa Justa; separaram-se na exploração hoteleira, ficando o primeiro com êste hotel do do Rossio e o segundo com o de Santa Justa.»
Foi neste mesmo edifício que, até 1970, esteve instalado o restaurante "Irmãos Unidos". Ao lado da entrada do Hotel Francfort, com o número de polícia 112 ficava o «Restaurante «Irmãos Unidos», relembra na sua obra, o mesmo autor Norberto de Araújo , «remodelado de aspecto internamente no comêço dêste ano de 1939, é um dos mais antigos estabelecimentos do Rossio: data de Agosto de 1832.»
O poeta Fernando Pessoa reunia-se neste local com Mário de Sá-Carneiro, Almada Negreiros, António Ferro, Armando Côrtes-Rodrigues, Luiz de Montalvor, José Pacheco e Alfredo Guizado, a cuja família pertencia o restaurante. 
Este Hotel encerraria as suas portas com o 25 de Abril de 1974.
Pelo que apuramos, este edifício embora ainda exista, está devoluto e em franca degradação, pelo menos até a data em que escrevemos estas linhas...

Imagens:
- Mário Novais
- Eduardo Portugal

0 comments

Publicar um comentário