Frederick William Flower. (1815-1889)

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Frederick William Flower nasceu em Leith, na Escócia em 1815. Em 1834, com apenas 19 anos viaja para o Porto para trabalhar na firma de vinho do Porto "Smith Woodhouse & Company".
Frederick William Flower. (1815-1889)

"O fotógrafo amador medindo o tempo de pose perto de Águas Férreas, Porto"
auto-retrato de Frederick William Flower 
A extinta Ponte Pênsil. Prova actual em papel salgado a partir dum calótipo de Frederick William Flower
Frederick William Flower é tido como um dos pioneiros da fotografia em Portugal, nomeadamente das cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia. O seu interesse por fotografia remonta a 1849, quando em Portugal despontava toda uma geração de pintores, escultores e arquitectos românticos. Entre 1849 e 1859, foi um dos pioneiros da fotografia portuguesa e, durante mais de um século, os seus descendentes directos asseguraram a memória e a conservação do seu precioso espólio.
A rua da Ponte Nova, cerca de 1850. 
Calótipo de Frederick William Flower, publicado na revista «O Tripeiro», Série VI, ano IV
Capela do Bom Sucesso por Frederick William Flower 1849-1850
Convento da Serra do Pilar. Calótipo de Frederick William Flower - 1849-1859
Utilizava a técnica do calótipo (ou processo de Fox Talbot), e colódio húmido. Teria começado a fotografar com a técnica inglesa talvez pelo facto de ser amigo do comerciante e artista (e também fotógrafo amador) Joseph James Forrester. 
Uma Família Inglesa - Uma menção honrosa aos formidáveis calótipos de Frederick William Flower
É entre 1853 e 1858 que Frederick William Flower faz a maioria dos seus calótipos. Frederick William Flower viria a falecer no Porto em 1889.
Vista parcial da cidade do Porto em 1849. Frederick William Flower
Ponte D. Maria II. Frederick William Flower
 Largo de S. Gonçalo em Amarante. Frederick William Flower c. 1850

Fontes:
Centro Português de Fotografia
- BMP

Imagens:

Frederick William Flower

0 comments

Publicar um comentário