Chafariz do Passeio Alegre / Chafariz do Convento de S. Francisco. (Porto)

quarta-feira, 1 de julho de 2015

O chafariz do Passeio Alegre (como é conhecido actualmente) não desapareceu, mas muitos portuenses desconhecem que esta obra de arte, com autoria atribuída a Nicolau Nasoni, se encontra bastante distante do local para o qual foi originalmente projectada.
Chafariz do Passeio Alegre - BPI
O chafariz é um belíssimo monumento em granito, constituído por uma coluna central decorada com motivos vegetalistas e zoomórficos. 
A ladear a coluna existe uma taça com quatro carrancas que jorram água para uma taça inferior em forma de trevo, e que delimita o chafariz.
Chafariz do Convento de S. Francisco. Actualmente está no Passeio Alegre, Foz
Cliché de Guilherme B. Barreiros - 1941
Pode-se ler em diversos sítios, inclusive na Wikipédia, que o local de origem deste chafariz seria a Quinta da Prelada, mas não nos parece que isso seja verdade.
Vista geral da igreja de São Francisco, no Porto, voltada para a rua do Infante D. Henrique
Imagem não datada (1900?) com autoria de Emílio Biel
Este chafariz estava no claustro do antigo Convento de S. Francisco e foi deslocado para o jardim do Passeio Alegre depois daquele edifício ter sido reduzido a escombros, durante a fase final do cerco da cidade (Agosto de 1833), e no seu lugar ter-se erguido o actual Palácio da Bolsa. 
O chafariz foi transferido para o jardim do Passeio Alegre a 3 de Julho de 1869, pela Comissão Administrativa do Salva-vidas, por forma a combater a falta de água durante o estio e satisfazer o aumento populacional desta freguesia piscatória.
Citamos Germano Silva in "Fontes e Chafarizes do Porto" pág.146 e 147:
"...o chafariz que está no Passeio Alegre pertenceu ao extinto mosteiro de S. Francisco que existiu onde está agora o Palácio da Bolsa".

Citando ainda o Dr. Hélder Pacheco in "Porto" da Editorial Presença, pág.198 e 199 :
"No Jardim do Passeio Alegre, admiramos o mais harmonioso e monumental chafariz portuense. É nítida a sua configuração de elemento arquitectónico monástico. De facto pertenceu à cerca do extinto convento de S. Francisco, nos terrenos do qual foi construído o Palácio da Bolsa".
Igrejas do Convento de S. Francisco e dos Terceiros Franciscanos em 1900  
Cliché da Phot.ª Guedes

0 comments

Publicar um comentário