Igreja de S. Bartolomeu. (Arouca)

sábado, 5 de setembro de 2020

A antiga igreja de S. Bartolomeu Actualmente demolida, segundo um desenho do natural de Abel Acácio. Gravura em madeira (In "O Ocidente" (1883)

Acredita-se que este, é único documento que resta da demolida matriz.
A Igreja de S. Bartolomeu, terá sido erigida no adro da igreja monástica, durante o abadessado de D. Melícia de Melo (século XVI), no espaço atualmente ocupado pela praça Brandão de Vasconcelos
O campanário, que junto se elevava, pelo seu isolamento e formas, de forte silharia com arcadas redondas, aparenta ser mais antigo, do período românico.
Igreja de S. Bartolomeu e o seu campanário
Abel Acácio in "O Ocidente", 1883
Segundo Abel Acácio, anteriormente ao século XVIII, havia uma igreja da invocação de S. Bartolomeu, que servia de paróquia, a qual se levantava num adro vedado sito a norte do convento. Foi demolida ai por 1900 para dar lugar à actual praça. Davam-na como edificada nos «tempos de Affonso III ou de Diniz, pela abbadessa D. Milícia», no propósito das freiras se libertarem das importunidades dos serviços paroquiais, pois esses realizavam-se na Igreja do convento desde que, em 1220, desapareceu a igreja própria, de três naves, da invocação de S. Pedro, à ilharga do cenóbio, para que, então, este pudesse ser ampliado.
Abel Acácia escreveria no "O Ocidente": 
«O interior d'esta é, como o exterior, pobre e modesto, e está por igual deteriorado. Vêem-se na capella-mór dois tumulos embebidos na parede, um a cada lado do altar, com epitaphios gothicos quasi illegiveis, e ainda para mais pintados a ocre espessamente! No pavimento da egreja algumas inscripções tumulares se leem tambem a custo, todas sem importancia. Merecia mais cuidado dos poderes publicos, ou ao menos do municipio da villa, este venerando e valioso, a pesar de pobre, monumento nacional.»
AROUCA - Um aspecto junto da Praça Brandão de Vasconcelos
Intervenções arqueológicas realizadas na praça Brandão de Vasconcelos, tornaram visíveis os alicerces da antiga Igreja de S. Bartolomeu, enquadrados, a sul, pela Igreja do Mosteiro de Arouca, e, a poente, pela travessa da Alameda.

3 comentários

jcerca disse...

Escavações na praça:
http://mirante.aroucaonline.com/2012/04/13/necropole-medieval-na-praca/

5 de setembro de 2020 às 19:09
jcerca disse...

Desenterrando a igreja de S.Bartolomeu:
http://mirante.aroucaonline.com/2012/03/23/escavacoes-na-praca-desvendam-misterios-do-passado-de-arouca/

5 de setembro de 2020 às 19:11
jcerca disse...

Escavações sobre a antiga igreja de S.Bartolomeu:
http://mirante.aroucaonline.com/2012/03/14/aula-nos-vestigios-da-igreja-de-s-bartolomeu/

5 de setembro de 2020 às 19:12

Publicar um comentário