A Igreja de Cedofeita. (Cidade do Porto)

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Esta Igreja não "desapareceu"... mas sem dúvida se transformou várias vezes ao longo dos séculos, adquirindo o seu aspecto actual só após 1930.
A Igreja de São Martinho de Cedofeita, ou Igreja de Cedofeita, é considerada a igreja mais antiga da cidade do Porto. Não se sabe quando terá sido construída a igreja original, sendo no entanto pacífica a ideia de que será um resquício da povoação sueva, que se localizava em Cedofeita.
Uma das teorias maioritárias entre os historiadores é a de que terá sido erguida pelo rei suevo Reciário em 446. Outros defendem que foi o rei Teodomiro, também suevo, quem a mandou construir, em 1059, tendo sido baptizado nela conjuntamente com o seu filho Ariamiro.
A acreditar nesta última versão da história, o nome de Cedofeita será uma referência à igreja.
Igreja de Cedofeita com o aspecto que possuía em 1861
Conta a lenda que Teodomiro, desesperado porque não encontrava cura para a doença do Ariamiro, recorreu a São Martinho de Tours, enviando a esta cidade, embaixadores com ofertas de prata e ouro em peso igual ao do seu filho. Acabou por ser o bispo de Braga São Martinho de Dume o portador de uma relíquia de S. Martinho de Tours, perante a exposição da qual o filho do Rei foi curado, e todo o povo suevo presente, convertido ao catolicismo.
Esta relíquia está guardada nesta igreja de Cedofeita, juntamente com outras do evangelizador dos suevos, o bispo de Braga e de Dume. Teodomiro ordenou o início da construção de uma nova igreja em honra do referido santo. O templo foi construído com tal celeridade que se terá dito acerca dele Cito Facta, o que significa Feita Cedo, derivando em Cedofeita.
Igreja de Cedofeita.  Calótipo de Frederick  William Flower, 1849-1859
A igreja foi alvo de sucessivas transformações, adquirindo um traço romântico quando foi erguido no mesmo local o Mosteiro de Cedofeita no início do século XII. Em 1742 o prior D. Luis de Sousa Carvalho ordenou várias modificações, dando-lhe o desenho que hoje vemos. Em 1930/40 a Direcção dos Edifícios e Monumentos Nacionais reconstruiu-a de forma a eliminar alguns elementos ornamentais colocados ao longo dos tempos. Na imagens de baixo: Pormenor da fachada noroeste da igreja de São Martinho de Cedofeita, com o aspecto que possuía antes das obras de recuperação realizadas pelo Estado Novo. Phot.ª Guedes.

Um cliché muito similar
Claustros da Igreja de Cedofeita (demolidos) - Vista exterior
 Claustros da Igreja de Cedofeita (demolidos) - Vista interior
«Egreja de Cedofeita». Outros tempos...
Nas imagens que se seguem, vemos a igreja de S. Martinho de Cedofeita, durante as grandes obras de recuperação decorridas nos anos 30/40 do séc. XX. 


Igreja de S Martinho de Cedofeita - Obras de restauro
Aspecto actual da igreja de Cedofeita


Imagens:
- Arquivo Pitoresco
- Frederick William Flower
- DGEMN
- Phot.ª Guedes 
- Autor desconhecido

0 comments

Enviar um comentário