A Ponte Romana de Oriola. (Portel)

quarta-feira, 31 de março de 2010

A albufeira da Barragem de Alvito ocupa uma área de 1480 ha e integra-se no Plano de Rega do Alentejo. Futuramente receberá água de Alqueva através da albufeira dos Álamos. Na barragem de Alvito, junto a Oriola, existem muitas coisas debaixo de água: casas da antiga aldeia e até ouvi dizer, uma igreja que, mesmo dentro de água se vê a cruz e o sino.
Insere-se numa área com excelentes aptidões para o desenvolvimento do turismo, devido à existência de boas condições ambientais, recursos naturais, património natural e edificado, boas condições para a prática de actividades ao ar livre, tais como desportos náuticos, pesca desportiva entre outras.
Oriola, é a aldeia que a história recente colocou à beira da albufeira de Alvito. A forma da albufeira, a beleza plano de água e a existência de alguns pontos de interesse, não só do ponto de vista patrimonial como natural, estimulam à sua descoberta, a pé ou de barco. Nas proximidades, a aldeia de S. Bartolomeu do Outeiro é local privilegiado que oferece uma excelente panorâmica sobre a albufeira.
Também há poços, moinhos, montes, árvores de todo o tipo, estradas e duas pontes. Uma delas chama-se, ou melhor, é conhecida por ponte romana.
Imagens da ponte, clique para as ampliar
Ponte Romana de Oriola

Costuma estar submersa pelas águas da Barragem do Alvito...

Depois de vários anos submersa pelas águas da Barragem de Alvito, levanta-se do seu sepulcro aquático, conservada em argila.

0 comments

Publicar um comentário