Mina do Azeiche ou Azeche.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

O nome desta pequena localidade deriva da existência de uma mina designada Mina do Azeiche ou Azeche que laborou no local até finais do séx XIX. A localidade surge na continuidade da praia das paredes até á praia de Vale Furado (cerca de 2km) a norte.

Geologia:


Da Mina do Azeiche até Vale Furado, numa extensão de 2 km, são visíveis afloramentos do Cretácio Inferior e Superior (65 a 145 milhões de anos) e do Terciário. Integram arenitos fluviais, calcários e conglomerados, tendo sido encontrados alguns fósseis de répteis e mamíferos nos arenitos. Ainda nestas arribas é possível identificar diversas anomalias geológicas petrográficas e químicas que podem indiciar o impacto de um meteorito (a 300 km para Oeste, em pleno oceano).
A Mina:

Desde há muito que se conhecem indícios superficiais importantes que demonstram que houve geração de petróleo na bacia Lusitânica.
A pesquisa de hidrocarbonetos em Portugal remonta a 1844 com a descoberta da mina de asfalto. Para além da pavimentação de estradas, o asfalto retirado dessa mina terá sido usado para pavimentar todas as estações de caminho de ferro de Lisboa até Elvas e do Entroncamento até ao Porto, construídas no final do século XIX e início do século XX.
O período da primeira concessão iniciou-se em 1848 e laborou irregularmente até 1861 e que a breve trecho provou não ser rentável.
Actualmente a mina desabou e o local encontra-se bastante abandonado.
Até á poucos anos (antes da mina desabar), era possível entrar-se lá dentro, após se entrar seguia-se um caminho que levava até um “Poço”, o acesso ao fundo do poço era feito por uma escada em caracol. A Tentativa de Junta de freguesia de Pataias para selar a entrada da mina foi sempre em vão, visto que as sucessivas portas de metal entre outros eram sempre vandalizados.
Acesso:

Devido ao declive, ao crescimento da vegetação e um acesso não definido, implicam muita cautela no acesso á mina e ao próprio areal.

Não existem, portanto, acessos definidos para o areal nem tão pouco vigilância. Aliás, o único acesso seguro para o areal pertence exactamente a um equipamento privado. No entanto, a praia é muito frequentada pelos habitantes que sazonalmente residem nas múltiplas infra-estruturas urbanas e, talvez, o sossego e a paisagem justifiquem por si só esta afluência.

É recomendável estacionar nas seguintes coordenadas: … … e seguir o caminho existente junto á casa.

Cache:

Para encontrar a cache final terá de encontrar a entrada da mina (Coordenadas), e ai registar o ano em que foi construída a entrada. Depois terá de fazer o seguinte calculo … … O resultado revelará as coordenadas para a cache final que fica a poucos metros da entrada da mina.

Como já foi explicado o acesso ao local é um pouco complicado, por isso não é recomendável ser feita á noite, não leve crianças, se possível faça a cache acompanhado.

Poderá vislumbrar a paisagem e as ruínas. Na arriba poderá ainda encontrar as ruínas de um respirador entre outras.

Texto e imagens enviadas pelo leitor: Tiago Inácio

0 comments

Publicar um comentário