Dois edifícios centenários demolidos. (Porto)

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Quem conheça, frequente ou resida na cidade do Porto e por hábito ou necessidade, costume passar pela Praça da República, por certo se recordará destes dois edifícios antigos, situados entre a Rua dos Mártires e a Rua do Almada. Um era mais alto e possuía uma fachada frontal mais simples, sendo o outro mais rico (e a nosso ver) mais bonito.
 Edifícios demolidos na Praça da República in Google Maps
 Edifícios demolidos na Praça da República in Google Maps
  Edifícios demolidos na Praça da República 
Pormenor da fachada in Google Maps
Devolutos por muitos anos, esperávamos que a "azáfama turística" que envolve a cidade actualmente e que promove obras, restauros, construções e até destruições, fosse reabilitar estes dois prédios, mais que não fosse, mantendo as suas paredes exteriores de granito. Foi uma esperança vã!
Demolidos meses atrás, o lugar é, neste momento exacto em que escrevemos esta publicação, um estaleiro de obras, local de onde provavelmente de erguerá mais uma torre de betão... é uma pena.

3 comentários

João disse...

Mas que interesse (real) tinha algum destes prédios?

Eram simples edifícios que vinham do século passado. Isso é, ou deverá ser, um facto impeditivo de demolição?

Todos os fundamentalismos são mais, mesmo aqueles que partem de boas bases.

21 de abril de 2018 às 22:46
Paulo disse...

" Eram simples edifícios que vinham do século passado. Isso é, ou deverá ser, um facto impeditivo de demolição? " Nem sempre o que vem do passado é bom mas estes 2 em particular são francamente melhores (e valeriam mais, digo eu) do que os 2 caixotes que os ladeavam! Mas se calhar tem razão, é melhor demolir o passado o mais possível a ver se o turistame deixa de vir que é para o pessoal poder alugar casa. Sim que os ditos não virão para admirar a arquitectura pato-bravo dos outros dois.

23 de abril de 2018 às 20:34
Contacto disse...

Também fiquei chocado com a demolição desses dois edifícios centenários. Deveriam, isso sim, ter demolido os dois horrendos prédios adjacentes, e ter restaurado esses dois lindíssimos edifícios.
Absolutamente aterrador.

3 de outubro de 2018 às 12:37

Enviar um comentário