Escadas do Codeçal. (Porto)

segunda-feira, 6 de abril de 2020

A origem exacta desta escadaria, ou acesso da zona ribeirinha à zona alta, é incerta, mas sabemos que já na época medieval esta escadaria íngreme e longa era o caminho de ronda da denominada Muralha Fernandina que cercava o Porto, estabelecendo assim a ligação ente o convento de Santa Clara e o postigo da Areia da muralha, já junto ao rio Douro.
  Escadas do Codeçal - Editor [Grandes Armazéns Hermínios] 
 Escadas do Codeçal, c.1900. BPI, Editor - Arnaldo Soares - Registrado
Dos monumentos mais conhecidos e com maior imponência das escadas do Codeçal, identificamos o Recolhimento do Ferro que, de início, existiu numa reentrância da rua Escura, em frente ao aljube. 
Recolhimento do Ferro, c.1900. BPI - Editor, Arnaldo Soares - Registrado
 Fachada da Igreja do Recolhimento do Ferro, também denominada de Nossa Senhora do Patrocínio, nas Escadas do Codeçal, c.1910
Na prática, o Recolhimento do Ferro é um belíssimo e já antigo, edifício religioso de assistência (recolhimento), tendo em anexo a Igreja de Nossa Senhora do Patrocínio.
Nos anos 80 do séc XIX a construção do tabuleiro superior da ponte Luís I obrigou a algumas demolições para construção dos pilares de sustentação da ponte. No século XX, o alargamento da via de escoamento de trânsito do tabuleiro inferior da ponte e a subsequente construção do túnel da Ribeira conduziu à demolição do trecho final das escadas do Codeçal.
Fontes parciais:
- AHCMP - Casa do Infante
- Biblioteca Municipal do Porto

1 comment

Estranho que seja o caminho da ronda e ainda mais estranho que faça a ligação entre o convento de Santa Clara e o postigo a que chamam da "Areia". Este caminho está fora da Muralha Fernandina e o convento no seu interior.

22 de abril de 2020 às 20:45

Publicar um comentário