Antiga Barragem do Lindoso.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

A primeira Barragem surgiu quando Justino Antunes Guimarães e Jesus Palacios Ramilo, apresentaram em 11 de Maio de 1905 o anteprojecto para a exploração hidráulica do salto de Lindoso. 
Em 1907, o Rei D. Carlos I autorgou a concessão do aproveitamento hidroeléctrico, através do alvará de concessão do Aproveitamento hidroeléctrico no rio Lima, de 14-2-1907, publicado no Diário do Governo nº 40 de 20-2-1907. O alvará autorizava a derivação de um caudal de 7000 litros/segundo, por um período de 99 anos, com uma exigência de que as obras começassem num período de um ano, e que fosse terminada em quatro anos. A concessão foi transmitida à Sociedade Anónima Electro del Lima no ano seguinte, constituída em Madrid a 19 de Maio de 1908.
As obras começaram a 16 de Setembro de 1908, mas dificuldades várias, incluindo a morte de um dos accionistas iniciais, retardaram a construção. A construção do canal de derivação, entretanto prolongado, resultou em diversos problemas com a população local, sobretudo devido a problemas nas nascentes de água. 
A Primeira Guerra Mundial trouxe ainda mais dificuldades, embora trabalhassem na altura entre 500 e 1000 pessoas nas obras. Em 02 de Abril de 1921 deram-se por concluídas as obras, com a instalação dos geradores Escher Wyss da General Electric, com uma potência de 8750 kVA, na central hidroeléctrica.  
No dia 10 de Abril de 1922 a energia chega finalmente à central eléctrica do Freixo, no Porto. Entre 1923 e 1924 a barragem foi sobrelevada, da altura de 5 metros para uma altura de 22.5 metros. Sucederam-se mais ampliações que terminaram em 1951, quando foi montado o último grupo gerador, de 40 000 kVA, que permitiu alcançar uma potência de 92 500 kVA.
Obras na antiga barragem..
Em baixo vemos já a Barragem do Alto Lindoso, que foi projectada em 1983 e concluída em 1992 causando o desaparecimento da antiga.


Fonte parcial:
- REN
- BMP

0 comments

Publicar um comentário