Limpa-Chaminés.

domingo, 9 de agosto de 2015

Erradamente considera-se a profissão de Limpa-Chaminés, como uma das mais antigas do mundo. 
Tal não corresponde à realidade, pelo menos no seu total, pois só no tempo da Revolução Industrial, as chaminés foram concebidas com a largura suficiente para poder permitir o acesso a um homem .
Pelos séculos XV e XVI foi implementada a construção de "pescoços-de-cavalo" para que a chaminé pudesse escoar melhor o fumo. 
Com o aumento da população urbana nessa época, também aumentaram o numero de casas com chaminés, o que fez com que esta profissão ficasse muito cobiçada e procurada, apesar de por vezes se encontrar prosas e versos com alusão a escárnio e mal dizer.
Retrato de dois limpa-chaminés do Porto. Cerca de 1900. Phot.ª Guedes
Na Grã-Bretanha, pela época Victoriana, o negócio expandiu-se imenso, havendo necessidade de empregar até crianças, pois estas sendo mais pequenas, caberiam facilmente dentro das chaminés, podendo fazer o trabalho satisfatoriamente. 
Mas o trabalho era sujo e perigoso, e os empregadores destes "meninos trepadores" acabaram por ter bastantes problemas, sendo acusados de exploração e abuso.
Consequentemente, o grito público contra a prática levou a uma pesquisa de um substituto e a invenção de uma escova especial com uma maçaneta de "telescoping" e outras inovações mais subtis que permitiriam uma limpeza feita com melhor acesso, sem arriscar a vidas.
"Muitas vezes parece que o diabo bate à nossa porta, 
mas é simplesmente o limpa-chaminés"
-Christian Friedrich Hebbel
Antigamente dizia-se que encontrar um Limpa-Chaminés no dia do casamento era sinónimo de sorte, assim como dar a mão ou beijar um Limpa-Chaminés. Hoje em dia, esta profissão está em desuso como muitas outras, mas, contudo, continua a existir, sendo este serviço executado por empresas especializadas.

Fonte parcial:
-Wikipédia

0 comments

Publicar um comentário