Viela da Polé. (Porto)

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Praça de D. Pedro. Primeiros anos da República. Vemos  a extinta Viela da Polé do lado direito da imagem, no seguimento das escadas. Cliché de Aurélio da Paz dos Reis
Sobre esta viela, escrevia Alberto Pimentel em 1913: "a antiga viela da Polé, hoje entaipada, em atenção à higiene pública, por duas portas de ferro, numa e noutra extremidade".
A Viela da Polé, era uma travessia estreita existente no meio da frente urbana poente da praça, ligando esta à Rua do Almada (antiga Rua das Hortas). Era um local frequentado por ladrões e prostitutas.
Praça de D. Pedro, vendo-se os antigos Paços do Concelho
Na esquerda do cliché (não visível) situava-se a antiga Viela da Polé
Derrube dos antigos Paços do Concelho e demais casario envolvente, para a abertura da Avenida dos Aliados 
É visível a Viela da Polé à esquerda do eléctrico. Cliché de Aurélio Maria de Matos Lobão (cedido a este blogue)
Quando se iniciou a abertura da Avenida dos Aliados, com o derrube do casario existente e a edificação de novos prédios mais modernos e majestosos, o Banco de Portugal adquiriu vários imóveis e terrenos no local, com o objectivo de erguer aí, a sua nova delegação no Porto. As aquisições englobaram a velha viela, o que permitiu aumentar ainda mais a fachada do Banco.
S. Gens. Pedras para edificar o Banco de Portugal
Construção do Banco de Portugal na Praça da Liberdade - 1923

Imagens:
- Aurélio da Paz dos Reis
Aurélio Maria de Matos Lobão
- AMP

0 comments

Publicar um comentário