Igreja e Torre dos Clérigos - Projecto original. (Porto)

sexta-feira, 22 de maio de 2015

A Torre dos Clérigos, teve sempre tal impacto visual, que a transformou no ex-líbris da cidade do Porto. 
No entanto esta torre é apenas um dos corpos da Igreja da Irmandade de São Pedro dos Clérigos, sendo estes compostos por: igreja, dependência da irmandade e a famosa torre sineira.
Igreja da Irmandade de São Pedro dos Clérigos - Alvão
O projecto foi desenhado, a custo zero, pelo grande Nicolau Nasoni (1691-1773) e a construção da igreja colocava alguns problemas interessantes e complicados, aos quais Nicolau Nasoni soube responder com soluções criativas e inegavelmente eficazes. 
A dificuldade maior prendia-se com o formato do lote, longo mas bastante estreito. Para tirar pleno partido desta situação, Nasoni rejeitou a fórmula tradicionalmente usada em Portugal de colocar as torres na fachada e remeteu-as antes para as traseiras, libertando assim espaço na frente da igreja.
Um pormenor bastante importante, é o facto do projecto original incluir, não uma, mas sim duas torres sineiras voltadas para a Baixa da cidade, situação posteriormente corrigida.
Igreja e Torre dos Clérigos em finais de 1800. Provavelmente década de 1880
Este conjunto, tinha originalmente previsto, não uma, mas sim duas torres
A originalidade do projecto mantém-se no interior da igreja. Aqui, ao corpo rectangular da fachada segue-se a nave única de planta oval, solução rara no contexto da arquitectura portuguesa. 
Rua dos Clérigos - Finais de 1800 - Aurélio da Paz dos Reis
A torre, o corpo mais famoso da igreja,  foi construída entre 1754 e 1763, tem seis andares e 75 metros de altura, que se sobem por uma escada em espiral com 240 degraus. Era, na altura da sua construção, o edifício mais alto de Portugal e está classificada pelo IPPAR como Monumento Nacional desde 1910.

0 comments

Publicar um comentário